GTD (getting things done)/ saiba o que é e como aplicar na empresa!

O GTD (getting things done) é uma metodologia de gerenciamento de tempo baseada na lógica de realizar, de fato, aquelas tarefas e projetos que planejamos em nossa mente.

Ela é estruturada no registro dessas intenções e na determinação de trabalhos e ações correlacionadas, dando foco àquilo que precisa ser feito para que os objetivos sejam alcançados.

Neste artigo, saiba mais a respeito desse método e aprenda como aplicá-lo em sua empresa!

Afinal, por que o GTD (getting things done) é interessante?

David Allen é um importante consultor de produtividade que ganhou notoriedade ao criar o método GTD. Sua primeira exposição a respeito do assunto aconteceu no livro publicado no ano de 2001 cujo título foi traduzido como “A Arte de Fazer Acontecer”.

O getting things done é um sistema para organizar atividades e manter as equipes sempre produtivas. Em última análise, seu o objetivo principal é gastar menos tempo fazendo as coisas que precisam ser feitas para que se tenha mais tempo para fazer aquilo que deveria ser feito.

Nas empresas, podemos utilizar o GTD para executar, de uma forma mais prática e ágil, todas as atividades de rotina e aquelas que agregam pouco valor ao negócio. Assim, teremos mais disponibilidade para o que é estratégico.

Quais são os passos para aplicar a metodologia em uma empresa?

Allen projetou o GTD com o intuito de ajudar a reduzir o estresse relacionado ao trabalho mantendo nossas cabeças vazias e tornando nossos fluxos de trabalho mais eficientes. O método pode ser implementado seguindo os passos a seguir.

Capture

O primeiro passo do GTD é tirar as ideias da cabeça e colocá-las em uma lista de tarefas. Então, você precisa simplesmente capturar aquilo que tem sua atenção no momento. Lembre-se de anotar tudo aquilo que você julga necessário fazer em dado momento.

Teve um ótimo insight que poderia ajudar seu setor a melhorar os resultados? Pensou em uma alternativa para esclarecer um relatório? Pegue caneta e papel e anote tudo. Sua lista de tarefas pode incluir tarefas de todos os tipos, desde colocar papel na impressora até desenvolver uma estratégia de mercado.

Esclareça

É necessário processar e compreender o que você colocou na lista de tarefas. O que esses itens significam? Eles podem ser realizados por você ou por alguém da equipe?

Se sim, transforme-os em ações e faça-os (ou delegue-os) imediatamente se precisarem de menos de dois minutos do seu tempo. Você também pode adiá-los, desde que estabeleça um prazo limite para a execução, excluí-los ou tomar outra decisão.

Se o item não puder ser transformado em uma tarefa prática, descarte-o ou mantenha-o como referência se achar que ele pode ser utilizado posteriormente.

Organize

Categorize e priorize. Depois de trazer suas ideias para a lista de tarefas práticas, veja como elas se relacionam. Estabeleça uma classificação de acordo com a importância. Claro, o tempo é essencial ao priorizar tarefas.

Se, por exemplo, você quiser realizar uma promoção de determinado produto, é necessário fazer o planejamento com antecedência e em conjunto com o setor de produção. Tenha sempre em mente qual é a próxima ação e cuide dela no momento certo.

Reflita

As prioridades mudam com certa frequência. A cada semana, dê um passo para trás e analise se suas ações estão de fato relacionadas aos objetivos da empresa, ou se estão apenas ocupando você e sua equipe com coisas que não importam no momento.

Envolva

O quinto e último passo é agir. Se você fez as etapas anteriores corretamente, agora gastará menos tempo pensando nas tarefas que precisa fazer e mais tempo concluindo-as. Mantenha a mente o mais vazia possível para permitir que as ideias apareçam. É fundamental que todos estejam engajados nesse propósito de colocar a mão na massa e conseguir concretizar tudo o que foi planejado.

O GTD (getting things done) é, de fato, uma forma bem simples e estruturada de agilizar o trabalho e fazer com que as coisas realmente aconteçam. Ao implementar essa cultura na sua empresa, os resultados podem ser observados já no curto prazo e naturalmente sua equipe passará a trabalhar de modo mais produtivo.

Gostou desse conteúdo? Siga as nossas páginas no Facebook e no LinkedIn e continue nos acompanhando!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja mais!

Fechar Menu